Prefeitura de Manhuaçu e Governo de Minas Gerais realizam ação contra a Covid-19

4 de junho de 2021

A Prefeitura de Manhuaçu juntamente com as Forças de Segurança do Estado de Minas Gerais, Secretaria de Estado da Saúde e Fundação João Pinheiro, começaram nesta terça-feira (2) uma campanha de conscientização e distribuição de máscaras em todo o município. Serão distribuídas 30 mil máscaras produzidas nas unidades prisionais e é mais um reforço do Plano Minas Consciente para o enfrentamento à Covid-19 e retomada econômica do Estado.

As máscaras serão distribuídas em ações conjuntas ou individuais de cada entidade, em turnos e dias alternados, em pontos de maior circulação da cidade como na região da Rodoviária, do bairro Coqueiro, nos distritos de Realeza e Vilanova, durante visitas das equipes de saúde da família, patrulhas da PM, inclusive rurais, vistorias de prevenção a incêndio do Corpo de Bombeiros e em outros momentos do expediente das instituições participantes da campanha.

A Prefeita Imaculada destacou que somente com a participação popular é possível frear so casos de Covid-19 em nosso município. “Essa é mais uma ação em conjunto do município de Manhuaçu, com as forças de segurança, com o Estado de Minas Gerais para conscientizar a população do perigo e também da responsabilidade de cada um de nós. Precisamos continuar a nossa vida, nós temos que pensar na economia, no desemprego, mas em primeiro lugar a vida, a saúde. Se a população ajudar, nós vamos passar por mais essa sem ter que fechar os comércios, sem ter que prejudicar as pessoas. Infelizmente nós ainda estamos longe de ver o fim disso tudo, isso só vai ter um fim mesmo quando nós tivermos aí 60%, 70% da nossa população vacinada, enquanto isso temos que nos prevenir com o distanciamento, não se aglomerando de forma alguma, lavando as mãos, usando máscara, álcool gel e cada um fazendo a sua parte, só assim que nós vamos vencer. Quando os casos aumentam, aí a culpa é do prefeito, mas eu não fico nas praças, eu não fico aglomerando, eu faço a minha parte e peço a população que faça a parte dela, porque cada um tem a sua parcela de culpa quando aumenta os casos, porque cada um não fez seu dever de casa”.

A Secretária Municipal de Saúde, Ana Lígia de Assis Garcias, agradeceu pela parceria com as forças de segurança e com o Estado de Minas Gerais e também destacou a responsabilidade de cada cidadão na luta contra a Covid-19. “Agradeço todo o envolvimento das forças de segurança, da Gerência Regional de Saúde, da Fundação João Pinheiro, que está conosco nesse intuito de fazer a conscientização da nossa população. Precisamos que a população entenda que ela é parte integrante desta campanha, se nós não fizermos isso não vamos mudar esse cenário. O que a gente tem percebido nos últimos dias, é uma alteração muito rápida no nosso cenário epidemiológico. Para vocês terem ideia, hoje (02) nós não temos nenhuma vaga em nenhuma das nossas unidades hospitalares na região, a Unidade de Apoio Respiratório (UAR), que é uma unidade ambulatorial, também está lotada. Então peço a vocês, aproveitando esse feriado prolongado que nós teremos, que nós sabemos que isso pode gerar uma aglomeração, que nós tenhamos essa consciência, que a gente tenha essa responsabilidade com o outro, que tenhamos a preocupação conosco e com aquele que nós amamos e conhecemos, porque isso é cidadania”.

O Superintendente Regional de Saúde, Juliano Estanislau, falou sobre a necessidade desse movimento, que também está sendo realizado em outras cidades do estado. “O objetivo é de criar uma consciência sanitária, os nossos indicadores na última semana epidemiológica apontaram que nós estamos passando o pior momento da epidemia em se falando de indicadores de positividade RT-PCR, taxa de incidência, nossos leitos estão com ocupação máxima. A ideia é evitar medidas impositivas, medidas restritivas e que a gente possa continuar com a economia funcionando, mas também controlando a pandemia”.

Papel das Forças de Segurança
Nesta campanha a colaboração da Polícia Militar, Bombeiros e Polícia Penal é fundamental. O Comandante do 11º Batalhão da Polícia Militar, Luciano Reis, explicou que a PM tem trabalhado com duas formas de atuação durante a pandemia, que é a prevenção e a repressão. “O trabalho de prevenção é desenvolvido por meio de campanhas de conscientização, nas nossas mídias sociais existem vários vídeos para o cidadão, como proceder, como seguir os protocolos de segurança sanitária. Nós tivemos o cuidado, principalmente aqui na cidade de Manhuaçu, de visitar todos aqueles comércios que por sua natureza já ocasionam naturalmente aglomerações, já foram orientados pela Polícia Militar. Nós estamos então na fase de repressão, na semana passada nós tivemos intensas operações em distritos do município de Manhuaçu, onde pessoas provocaram aglomerações desnecessárias, com festas clandestinas, elas nos causam preocupação, porque não é apenas o aspecto da Covid-19 ali presente, mas nós tivemos também crimes ocorrendo nessas festas clandestinas, de natureza grave, como homicídio tentado registrado em Vila Nova. A Polícia Militar, até mesmo pela sua missão institucional, tem que fazer esse tipo de repressão nessas ações que ocasionam aglomeração, principalmente aquelas regadas a utilização de álcool e drogas”.

O papel educativo que já é parte do dia-a-dia do Corpo de Bombeiros também será ressaltado nessa campanha segundo o Comandante da 2ª Cia de Bombeiros Militar de Manhuaçu, 1º Tenente Flávio Mota. “É uma forma de reforçar para a população essas medidas sanitárias que todos nós já sabemos, a utilização de álcool em gel nas mãos, utilização de máscaras, distanciamento social, são as medidas que estão ao nosso alcance para que a gente evite a propagação do coronavírus na nossa população. O Corpo de Bombeiros juntamente com os demais órgãos de segurança, Secretaria Estadual de Saúde, Secretaria Municipal de Saúde, estaremos distribuindo máscaras, mas enfatizando junto a população a importância de não afrouxarmos nas medidas de proteção”.
As máscaras que serão distribuídas foram produzidas pelos detentos do Sistema Prisional de Minas Gerais, ao todo já foram confeccionadas mais de 5 milhões de máscaras. “A Polícia Penal por meio do Departamento Penitenciário, vem desde o ano de 2020, no início da pandemia, produzindo máscara de proteção que são servidas as entidades, os órgãos de segurança pública e demais entidades. A Polícia Penal também estará atuando junto aos órgãos de segurança na Comarca de Manhuaçu, conscientizando a população quanto ao uso e a necessidade das medidas preventivas”, enfatizou o Diretor do Presídio de Manhuaçu, Carlos Eduardo Amaral de Paula.

Gravidade da pandemia
A situação da pandemia da Covid-19 em Manhuaçu no último mês acendeu o sinal de alerta das autoridades, segundo a Secretária de Saúde, Ana Lígia. “Começamos o mês com 30, 40 atendimentos por 12 horas, hoje nós estamos numa média de 180 em 24 horas. Nós tivemos mais de 1.500 atendimentos neste mês de maio, que é um número assustador para atendimentos na UAR.O que a gente tem percebido é uma mudança do cenário, hoje os jovens estão sendo mais acometidos, nós estamos com mais gente jovem com complicações severas, pacientes da UTI numa faixa de 30 a 40 anos”.

Fiscalizações
No último final de semana a Prefeitura de Manhuaçu em parceria com a Polícia Militar, tem intensificado as ações de fiscalização nos distritos e na sede do município. Segundo a Prefeita Imaculada as fiscalizações também serão realizadas ao longo deste feriado. “Já começamos na semana passada, todo mundo foi avisado, foi notificado, a próxima vez agora é fechar o comércio. A próxima vez que a polícia chegar com os fiscais e eles continuarem se aglomerando, nós vamos fechar, eles vão ter que pedir ao juiz para abrir porque eu não vou. Nós não podemos fechar todo mundo por causa de um ou dois, então vamos fechar aqueles que não respeitam”.

A Polícia Militar que tem sido parceira nestas ações, já fez o mapeamento dos locais onde ocorrem aglomerações e festas clandestinas, segundo o Comandante Luciano Reis. “Nós fazemos esse tipo de operação praticamente todo final de semana, porque são aqueles momentos que a população jovem se aglomera em sítios, chácaras, até mesmo nas ruas como foi observado nos distrito de Vila Nova. Nós fizemos mapeamento desses sítios e chácaras, isso não apenas no âmbito do município de Manhuaçu, mas todos os 23 municípios que compõem o 11º Batalhão, visitamos, notificamos no seguinte sentido, não aluguem esses espaços para aglomerações.”

O comandante ainda ressalta que a população tem cumprido a orientação da PM quando é abordada pelo uso de máscara, mas aquele que não cumpre pode sofrer penalidades. “O cidadão relutante em utilizar máscara, ele está infringindo o artigo do Código Penal por não estar obedecendo medidas sanitárias impostas pelo momento, ele pode ser sim conduzido e ter que depois justificar sua ação junto ao Juizado Especial de Pequenas Causas”.

_SECOM Prefeitura de Manhuaçu _


Fonte de Vida

FM 106,5

Current track
TITLE
ARTIST

Background